“Eles riram. Ele nunca a amou tanto quanto naquele momento.”
O Teorema Katherine (via acertarei)

“Acontece que
quando anoitece
o mundo se enche de
“ai se eu pudesse”…”
Eu me chamo Antônio.   (via emendarei)

“Desdobra o âmago e deixa-me te inundar, desvenda a lua na esquina sinuosa dos meus quadris que viram avenida, me deixa morrer de amor até amanhecer.”
Elisa Bartlett (via budwaiserr)

Eu me misturei com a chuva no vidro. Eu desaguei amor. Cansei de te superar, agora eu te acostumo. Sem prumo, sem rumo, aí fumo a saudade que eu sinto e evaporo as lembranças. Esquecer dá trabalho, esquecer você abre uma cicatriz, fico feliz, só não caio por um triz e então peço bis, nessa coisa que é gostar de você e só eu que não sei fazer, ou sei, mas esqueci. Esqueço as palavras, os versos, mas amor mesmo só rima com teu nome. Então você some, a saudade me consome e o coração morre de fome. Ninguém vive de lembrança, dançar com a saudade cansa, dá vontade de chorar igual criança, é sempre a mesma dança. Só o que fica é a esperança. A esperança é um urubu pintado de verde, eu espero que viver sem mim seja fácil pra você. Eu desaguei amor e escorri no vidro embaçado, lembrando de como era estar ao seu lado, querendo morrer atropelado, pelo seu sorriso marcado. Eu não vivo mais de amor, dos próximos dias eu só espero fé. A felicidade é aqui perto? Porque eu tô indo a pé.
Ciceero M.    (via budwaiserr)

Muitas vezes Deus permite tempestades em nossa vida para que repensemos as nossas prioridades.


“O que estraga a felicidade é o medo.”
Clarice Lispector.   (via budwaiserr)

“Qual é o sentido de estar vivo se você nem ao menos tenta fazer algo extraordinário?”
O Teorema Katherine.   (via esplandecer)

“Felizes as pessoas que choram, pois Deus as consolará.”
Mateus 5:4.     (via relevoar)

staffyx